A caminho do altar; Os Bridgerton 8 (Julia Quinn)

Gregory é o sétimo Bridgerton e sempre quis se casar por amor. Ele gostava de casamentos e das histórias românticas de casais loucamente apaixonados um pelo outro e agora viverá essa história.

Livro: A caminho do altar
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 320
Ano: 2016
Nota do Skoob: 4.4
Minha nota: 5 – (preferido muito querido)

Sinopse

Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece.

O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la.

Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?

A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.

Resenha Mundo Sublinhado

Gregory é o sétimo filho de Violet e Edmund, mas por ser um dos mais novos, pouco conviveu com seu pai e tem a idade bem distante de seus irmãos homens, fazendo com que ele sempre queira se mostrar capaz de algo sem ter ajuda de ninguém.

Ele sempre quis se casar por amor, gostava de casamentos e das histórias românticas de casais os quais eram loucamente apaixonados um pelo outro. E assim deveria acontecer com ele. Um dia ele veria essa mulher. E nada mais faria sentido sem ela. E se apaixonariam e casariam, teriam uma família e seriam plenamente felizes. O que ele não esperava encontrar, eram dificuldades e obstáculos. Ou então uma dama que já tivesse encontrado o amor.

Em um evento promovido por Kate (esposa do primogênito Anthony, livro 2, O Visconde que me amava), Gregory teve seu primeiro momento de paixão avassaladora. Como podia encontrar o amor só vendo a nuca da pessoa? Hermione era simplesmente encantadora, seu cabelo, sua face, era incrivelmente linda. Precisava fazer o que fosse possível para que ela fosse sua.

Hermione Watson (detectei uma pequena referência à Harry Potter nesse nome, “Hermione” é a personagem, “Watson” é o sobrenome da atriz que a interpreta) parecia inalcançável, não se envolvia por nenhum dos encantos de Gregory. Então Lady Lucinda entra em cena para ajudar esse homem apaixonado. O que ela não esperava é que essa ajuda os aproximassem ao ponto em que Lucy se veria apaixonada pelo Sr. Bridgerton. Mas nunca iria acontecer, afinal, ela já estava praticamente noiva.

Nunca, impossível. Essas palavras não encontram-se presentes no vocabulário do amor. Afinal, o amor sempre encontra umqr5a saída.

Minhas considerações

Eu amo ler Os Bridgertons. Tem alguma magia ao ver os livros dessa série, desde a capa, as folhas, a árvore genealógica, o prólogo sempre instigante, prosseguido de uma história maravilhosa que tem sempre um epílogo carregado de divertimento.

Gregory era um dos irmãos que mais me deixava curiosa, pelo fato de quase não aparecer nos outros livros. E ele tem uma personalidade maravilhosa: é um romântico!

O fato de ele passar a vida procurando por um amor que seja para sempre e que vença todas as barreiras é algo fofo mas um tanto solitário pelo fato de ele ver todos os seus irmãos casados e felizes e olhar para si próprio sem ainda ter encontrado nada. E quando encontra… nem é a pessoa certa ainda.

Mas seja o acaso, o destino, a sorte ou a providência, esse “amor” acabou trazendo um amor (agora de verdade). Diversão, paixão, teimosia e tensão vem junto dele, e isso tudo nos faz apaixonar por mais esse conto de fadas Bridgertons que a Julia Quinn cria para os seus leitores.

Espero que gostem. Boa leitura!

Minhas frases sublinhadas

“Nunca poderia amar outra mulher de novo. Não depois disto. Não enquanto Lucy caminhasse na mesma terra. Não poderia haver ninguém mais.”

“Era o paraíso. Esqueça os anjos, São Pedro e planos brilhantes. O paraíso era dançar nos braços de seu verdadeiro amor.

Sinceramente, já não sei mais dizer qual o meu livro preferido dessa série, porque amo cada um de um jeito diferente. O que eu tenho a dizer é que vocês TÊM QUE LER URGENTEMENTE!!! Hahaha

beiJU
FullSizeRender (20)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s