“As séries me fizeram Perito Criminal.” Será?

Sei que você assiste séries de TV e se acha especialista nos assuntos em questão – eu também sou assim rs – então me diga, quando você assiste CSI, The Closer, Cold Case, Dexter, Gotham ou outra série policial, consegue se imaginar na cena de crime? Se acha o Perito Criminal? Tenta resolver o caso junto com os personagens? Ei, não negue, eu sei que sim! rs Então vem aqui, a gente precisa conversar!

Um assunto que sempre me chamou a atenção, é o trabalho desenvolvido pelos Peritos Criminais. Tudo isso começou quando eu tinha 12 anos (2013) e comecei a assistir séries, as policiais eram as que mais me chamavam atenção, as primeiras foram ‘The Closer’, aqui no Brasil ela chama ‘Investigação criminal’ e ‘Cold Case’, que aqui no Brasil chama ‘Arquivo morto’, nessas séries era evidente o trabalho dos peritos, tudo era resolvido por eles, e não tem como não achar isso incrível e se encantar.Case-File-Wilson.jpg

No caso do ‘Cold Case’ o trabalho dos peritos é tão essencial que, mesmo o arquivo estando “morto” e com, no mínimo, mais de uma década, os peritos que abriam o caso conseguem desvendar o ocorrido. Isso se dá pelo fato do profissional ser extremamente bem treinado, com excelente formação e também pelos profissionais que recolheram as evidencias anteriormente terem feito isso com excelência. Pois, existe uma máxima neste ramo, não há crime perfeito, e sim, sempre haverá algo na cena de crime que irá delatar o criminoso.

Mas e se você quiser ser um Perito Criminal na vida real, onde e como se profissionalizar? Quais os campos de trabalho? Qual o valor médio da remuneração? Existe Perito Criminal particular? Vou tentar responder algumas destas perguntas, e outras vou deixar o contato do INFOR (Instituto Nacional de Perícias e Ciências Forenses) que foi a instituição que me explicou várias das minhas dúvidas. Então vamos lá…

postoncrimesceneExistem cursos profissionalizantes para você se tornar um perito. O INFOR tem além dos cursos de especialização, que são: Especialização em Perícia Criminal; Especialização em Criminologia; Especialização em Perícia e Gestão Ambiental, oferta também o curso profissionalizante Técnico em Perícia Criminal para nível médio, ou seja, qualquer pessoa pode fazer.

Todos esses cursos tem a finalidade de lhe proporcionar conhecimento (não dá para obter diploma pelo Netflix galera, sejam realistas! rs) e um certificado. Após isso, você fará laudos de acordo com a sua área da atuação e estes laudos definirão o rumo de corporações, pessoas e definirão vidas em busca da verdade através dos vestígios deixados na cena do crime, por exemplo. Eles serão essenciais para fundamentar qualquer caso.v

Você pode seguir carreira de perito oficial (através de concurso), ad doc  quando o Juiz te nomeia perito de alguma localidade por pouca demanda de peritos oficiais ou como perito particular, quando você se especializa em perícia criminal (curso ofertado pelo INFOR).c

Vale lembrar que a remuneração é muuuito boa, para o profissional Auxiliar de Perito Criminal (nível médio) o salário em média é de R$ 3.000,00, peritos oficiais federais ganham salário inicial de R$14.000,00 civis ganham em média de R$5.000,00 a R$7.000,00 os particulares fazem o seu preço dependendo de cada caso, e não é barato não, os casos variam de R$5.000,00 a R$100.000,00 casos de perícia ambiental tem valores elevados. Começou a se animar? E quando eu te falar que tem esse curso aqui em Macapá? SIM! Semana passada eu conheci o  INFOR, que é um instituto com a Matriz em Belém e tem filial em Macapá, Manaus, São Luís e em breve abrirá em Boa Vista e Brasilia, e já formou vários profissionais, sem se falar que é dirigido pelo Dr.  Professor Pablo Francez (Perito Criminal civil, Politec/AP) Dr.Loreno Francez (veterinário Forense) e Dr. Cassio Thyone (Perito Criminal Civil do Distrito Federal) e que além de você poderer absorver conhecimento deles, adivinhem só, os alunos ainda fazem aulas práticas de acordo com cada módulo.

5 (2).jpg

No curso você será instruído pelos melhores profissionais disponíveis do Brasil inteiro e a maioria é perito criminal oficial, aprenderá técnicas de como encontrar vestígios, como identificar assinaturas ou cédulas de rela falsas, identificar sexo de ossadas encontradas, o horário da morte do corpo encontrado (através do curso de entomologia forense).

Brasao2

Inclusive, todo esse assunto começou com a curiosidade de uma frase que eu achei muito interessante. A frase é do Brasão da INFOR, lá diz “Quiscunque tactus vestigia legat” que quer dizer “Todo contato deixa vestígios” e todo vestígio pode ser encontrado.

As ciências forenses não param por aí, não tem como em um post falar para vocês tudo que absorvi nestes dias. Mas proposta do INFOR é trazer o curso de Técnico em Perícia Criminal para nível médio, após a conclusão, o aluno poderá trabalhar com peritos particulares ou seguir carreira através de concurso. Algo totalmente inovador para o Amapá. Inclusive, dois alunos passaram nesta semana no concurso da Polícia Civil de Pernanbuco.

Informações importantes

Se você também ficou interessado, vai começar uma turma no dia 15/07 no INFOR (Campus Macapá) para o curso de Técnico em Perícia Criminal, e o pré-requisito é ter o ensino médio completo (ou estar terminando). O valor da matrícula é de R$ 100,00, o investimento mensal é de R$ 300,00 (com desconto se pagar sempre antes do dia 06 de todo mês, a mensalidade cai para R$ 285,00) este valor já está incluso o material didático do curso. As aulas são uma vez por mês, nos dias e horários  seguintes: sexta das 18h às 22h30; sábado das 8h as 12h30 e das 14h00 as 18h30; domingo das 8h as 12h e o curso tem a duração mínima de 15 meses.

O que o INFOR diz sobre o curso e a área de atuação

O auxiliar criminalístico atua no ramo policial. Especificamente, ele faz parte da Polícia Científica, responsável pela parte pericial, isto é, a área que coordena órgãos como o Instituto de Identificação, o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico Legal.

O que o INFOR diz sobre o curso e a área de atuação

O auxiliar criminalístico atua no ramo policial. Especificamente, ele faz parte da Polícia Científica, responsável pela parte pericial, isto é, a área que coordena órgãos como o Instituto de Identificação, o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico Legal.

A rotina do trabalho: O auxiliar criminalístico ou auxiliar de perícia (título variável de acordo com a localidade) faz o trabalho administrativo de auxílio ao perito. Isto é, ele organiza materiais, deslocamentos, arquivos e afins. Como seu trabalho muitas vezes ocorre in loco, junto ao perito, é necessário que o auxiliar tenha habilitação de categoria mínima B e disponibilidade para viagens e deslocamentos.

Outra função similar é a de Auxiliar de Laboratório. Atuante também na Polícia Científica, o que difere as funções entre o Auxiliar Criminalístico e o Auxiliar de Laboratório é que o segundo trabalha diretamente no auxílio a análise de materiais, isto é, ajudando o perito a analisar o que foi colhido junto com o Auxiliar Criminalístico e devolver os resultados.

Obs.: No concurso não é exigido nenhum curso profissionalizante, técnico ou curso livre, mas o concorrente que estiver melhor preparado e tiver afinidade com a profissão terá mais sucesso.

Matriz curricular do curso

Módulos Disciplina Carga Horária

Introdução à Criminalística e Local de Crime

20h

Redação Pericial

20h

Medicina Legal

20h

Biologia forense

20h

Química e Toxicologia Forense

20h

Biossegurança

20h

Perícia Ambiental

20h

Papiloscopia

20h

Computação Forense

20h

10º

Necropapiloscopia

20h

11º

Balística Forense

20h

12º

Fotografia Pericial

20h

13º

Perícia em Acidente de Trânsito e Identificação veicular

20h

14º

Perícia em Incêndios

20h

15º

Apresentação de Trabalho Científico

20h

Carga Horária

300h

Atividades Extra Curriculares:

Atividades complementares (cursos livres, seminários, congressos, simpósios)

100h

Carga horária incluindo atividades complementares

400h

Para quem interesse no campo de atuação, esta é uma excelente oportunidade. Se você ficou interessado, entre em contato com o INFOR.

Telefone: (96) 3225-4638 E-mail: inforistituto@gmail.com ♦ Endereço: Av. Mendonça Furtado, 2278. Bairro Santa Rita, CEP: 68901-254 ♦ Facebook: INFOR – AP  Site: InstitutoINFOR.com.br

E se você residir em Belém, pode participar do concurso de bolsas, tem bolsa de até 100% e outras com desconto na mensalidade. Aproveite que a Polícia Civil do Pará abriu concurso com 650 vagas. Para se inscrever, entre em contato com a INFOR pelos canais já citados.

Se você quer relembrar as melhores séries policias, aqui tem uma lista com TODAS já produzidas e veiculadas: Séries policiais.

Se você gostou desse post, deixe um comentário e compartilhe com seus amigos.

Mil beijos
FullSizeRender (26)

2 comentários sobre ““As séries me fizeram Perito Criminal.” Será?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s