DC E MARVEL: EXPECTATIVA VS REALIDADE NOS CINEMAS

Já passamos por três grandes estreias de filmes ligadas ao universo dos super heróis em 2016, e sem nenhuma modéstia posso dizer que esses universos fascinam milhares de seres humanos há décadas. Não estou sendo extremista, sem dúvida ver uma HQ se tornar um longa em animação já é um presente, mas ir além e ter a honra de assistir uma produção em live action é muuuuuuuito melhor.

Porém, irei expor aqui o meu ponto de vista sobre o que as produções e a repercussão nos três sequências mais esperadas do ano (expliquei logo isso para não ser criticado por retirar Deadpool da lista – mas calma, ele vai ser lembrado no decorrer do texto), Batmam vs Superman, Capitão América: Guerra Civil e X-men: Apocalipse têm várias coisas em comum e poucas pessoas notaram.

Todos esses filmes foram super esperados pelos fãs e tiveram um marketing gigante, colossal, estrondoso, intergaláctico (ficou claro para você o quanto esse marketing foi forte?!), sim, bem trabalhado e, de certa forma, surtiu um efeito imenso.

Houveram atores que foram rejeitados, zoados, criticados, menosprezados, mas superaram as expectativas e renderam uma boa interpretação e, ao que parece, se sairão muito bem com os uniformes que vestiram. Ben Affleck já passou pela Marvel como o Demolidor, virando piada no início dos anos 2000, por causa disso perdeu créditos com os nerds leitores de quadrinhos que não viram com otimismo a possibilidade de um homem-morcego na pele do branquelo infame. Tom Holland, o terceiro Homem-aranha dos cinemas não foi bem recebido no mundo dos aracnídeos, que o consideraram magro-criança-inexperiente demais para o papel que é uma paixão mundial certeiro de sucesso. Sim, erraram sobre ambos os atores.

Affleck e Holland mergulharam na vida de seus heróis e mostraram que topam qualquer desafio. Ganhando quase 30 quilos, Affleck “tufou” mais que pão sovado no saco de fermento, ficou imenso e combinando isso ao traje mais simplista do morcego, rendeu elogios já nas primeiras imagens que vazaram. Holland comprou uma cama elástica e colocou no quintal da sua casa só para exercitar acrobacias, unindo isso aos treinos pesados, o que lhe deram um corpo mais definido. Pontuaram bem esses dois.

Continuo falando de morcego e aranha daqui a pouco.

Dois esquadrões de heróis que têm, sem dúvida, um consolidado caminho trilhado nos cinemas do mundo, onde arrebataram fãs que se derretem pelas versões live actions de seus heróis preferidos – inclusive os diretores aproveitam para ouvir os fãs e, assim, conseguirem ser fiéis às HQs. X-men tem vários filmes já lançados e todos foram sucesso de bilheteria (uns mais e outros menos), mas fincaram no mercado cinematográfico as produções da Marvel como as melhores, abrindo em 2001 um portal para o mundo dos super heróis que tirou dos quadrinhos famigerados personagens: Quarteto Fantástico, Demolidor, Elektra e Os Vingadores, este último abriu uma janela para mais heróis (não preciso ir fazendo analogias para vocês entenderem que o esse universo de heróis é maior que a Via Láctea).

xmenapocalipseimax
X-men marcou Hugh Jackman como o Wolverine de um jeito que ficará guardado assim como Christopher Reeve é para o Superman. Sem contar os atores que travestiram personagens como Thanos veste a manopla (bem nerd essa!), mas, infelizmente, temos os personagens que foram estragados por atuações ruins e diretores que não deram a devida importância aos personagens.

Calma, sem rodeios, por favor.

Chegou bem depois que o X-men e de forma inversa, porque começou com filmes solos de personagens para depois surgir os filmes em equipes; Os Vingadores atualmente são a febre do momento. Homem de Ferro, Capitão América e Thor são os mocinhos que deram inicio a equipe de super heróis da Marvel mais heterogênea que existe (só um elogio, no fundo acho que existe outras).

Com estreias próximas, os filmes X-men: Apocalipse e Capitão América: Guerra Civil brigam no quesito exploração de personagens. Quem perde com isso? Nenhum. Sim, e explico o motivo lembrando algo que aprendi cozinhando: menos é mais. Guerra Civil apagou uns personagens, acho que se era para tornar insignificante algum herói, o melhor seria nem coloca-lo, e digo isso em respeito aos fãs. X-men apagou heróis, quando, no marketing, dava a entender que o filme seria a vitrine que alguns personagens precisavam, mas não, continuei vendo easter eggs ambulantes: Jubileu. A moça da jaqueta amarela apareceu em outros filmes apenas correndo pelos corredores da escola, mas sem nem ser mencionada, porém, nessa última produção ela foi divulgada igual político em trio elétrico, mas foi reduzida a dama de companhia da Jean Gray. Triste fim da Jubileu e seus dedos explosivos.

Voltando ao Superman vs Batman, não sei se foi apenas comigo, mas acho que eu cheguei tão animado, mas tão animado mesmo no cinema que tudo que eu queria era adrenalina, o que acabei ganhando foi um prólogo de uma hora para introduzir a ação no filme. Desperdiçaram a oportunidade de dar aos fãs a dinâmica feroz que existe nos dois maiores heróis da DC. Acho que chega ao ápice disso quando a estonteante Mulher Maravilha brota como uma flor carnívora e chega detonando tudo e soltando perfume (fiquei com essa impressão, confesso). As referências aos vindouros personagens do que se tornará a Liga da Justiça foi mal justificada e desconexa, podendo ter ganhado um destaque ou uma maior relação com todo o filme, assim como foi apresentado Uganda ao final de Guerra Civil. Enfim brothers, calma né, a DC tá aprendendo.

Batman-V-Superman-Movie

Mas, do nada, o roteirista parece ter saído da bad coloca o dedo com tudo nas teclas e manda ver na ação, de fato com cenas que instigam, porém, de forma apressada – não tem apressada como o trágico Quarteto Fantástico de 2015.

Os três filmes querem se desafiar. Vou ser justo ao dizer que se desafiaram, mas, se não sabe brincar não desce pro play, tio. Impressionar é fácil, ainda mais assíduos e carentes cinéfilos espectadores de heroes movies, mas tenha um pouquinho de respeito com as histórias e com os personagens.

X-men colocou vários personagens MAIS UMA VEZ para chamar a atenção, afinal os fãs querem ver alguns personagens esquecidos, mas não precisa descontruir arcos inteiros dos filmes e dos personagens. Jean Gray manifestar a Fenix aos 16 anos. Tempestade  ter um coração tão maquiavélico, Scot ser o irmão mais novo de Alex, Jubileu ser esquecida, Noturno ter a mesma idade da Jean e Scot. Apocalipse aparecer na década de 80. Cara, sério, vou ficar mencionando várias coisas.

Capitão América: Guerra Civil trouxe vários personagens, mas conseguiu dar a eles o seu devido espaço e tudo isso contextualizado com os outros filmes. Mas, inevitavelmente sobraram dúvidas: o Homem Formiga aprendeu a ficar gigante quando? Banner simplesmente sumiu? O Homem Aranha foi convencido tão facilmente? Quem era o outro Pantera Negra? O Visão nunca saiu na sua viagem pelo universo? Tá bom, tá bom, o filme tem a liberdade de recriar algumas coisas e retirar outras, mas, não custa lembrar que existem brechas aí.

Capitao-america-Guerra-Civil.jpg

Mas, entre os três, Batman vs Superman foi o que mais ficou em débito com os fãs. Em meio a tanta publicidade e material que vazou gerando uma expectativa imensa na legião de seguidores do Kryptoniano e do morcego, o filme poderia ir mais além. Deadpool que é um personagem desconhecido por grande parte do público, ganhou notoriedade só com a propaganda da sua volta, tanto é que, isso teve um reflexo imenso na bilheteria e foi certeiro no gosto de quem não foi ao cinema só comer pipoca.

Repito, a DC está aprendendo e não fico pessimista, aposto em boas produções futuras. O Homem de Aço surpreendeu, assim como Batman Begins, então, vamos aguardar mais.

Ainda temos dois grandes filmes que entrarão nessa disputa da DC e Marvel: em 2016 Esquadrão Suicida; e 2017 tem Guardiões da Galáxia. Qual a expectativa de vocês?

Até a próxima estreia
FullSizeRender (25)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s