TODA FORMA DE AMOR ♥ Dia dos namorados

“E a gente vive junto / E a gente se dá bem / Não desejamos mal a quase ninguém / E a gente vai à luta / E conhece a dor / Consideramos justa toda forma de amor” 

Nada melhor que Lulu Santos para inspirar uma publicação do Dia dos Namorados. Quando se escolher gostar de alguém, estar aberto à felicidade, ela vem sem um cartão de visitas e invade a vida com a voracidade de um leão faminto e arranca de qualquer um os filtros que cada um tenta colocar em si, e é aí que percebemos o quanto fazer alguém feliz é mais importante do que querer ser feliz sozinho (Tom Jobim foi bem claro ao dizer que ‘é impossível ser feliz sozinho’).

Já contextualizei a lindeza da publicação que preparei, agora deixa eu preparar vocês para as dicas que irei dar.

Toda forma de amor é justa, não importa de quem para quem, se for verdadeiro, se houver carinho, cumplicidade e generosidade, vale a pena ir à luta. A lista traz filmes que mostram o amor.

BELLE
produção inglesa de 2013
Assisti no Telecine Premium
Romance de época
Não permitido para menores de 10 anos

Na Inglaterra no auge da luta escravista e com poderes cheios de preconceitos, Dido Elizabeth Belle (Gugu Mbatha-Raw) é a filha do capitão britânico John Lindsay (Matthew Goode) com uma escrava africana. Após a morte da mãe, Dido vai morar na Inglaterra com o tio, Lorde Mansfield (Tom Wilkinson), para ser criada como uma dama da aristocracia, e cresce em meio a indiferença das pessoas que não suportam a ideia de ver uma negra na elite inglesa. Para incorporar mais drama à vida de Dido, a jovem se apaixona pelo advogado John Davinier (Sam Reid), mas esse relacionamento não é nada fácil, afinal, para as moças da época era uma afronta a jovem negra querer ter algo com o jovem e promissor branco, ainda mais quando se trata de um amor correspondido. Dido e John movem leis e pensamentos para enfrentar os preconceitos da sociedade inglesa.

HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO
Produção brasileira de 2014
Disponível no Netflix  e Telecine Cult
Romance Juvenil
Não permitido para menores de 12 anos

Gente, é um filme muito tocante e com uma lista imensa de ensinamentos. Com um toque de ternura e leveza, que vai desde a fotografia até a trilha sonora. Sem dúvida em 2014 essa foi a melhor produção do cinema brasileiro. Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe super protetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi), o garoto bonito e quieto chega na cidade, roubando a atenção das meninas da escola, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. Mas não são apenas Gabriel e Leonardo, é bom demais ver a Giovana no meio dessas descobertas, ao mesmo tempo em que se mostra uma ótima amiga. Filme lindo! Lembro que quando assisti no cinema várias pessoas gritaram quando rolou a cena mais esperada… Assista e me fala o que achou.

MENINOS NÃO CHORAM
produção americana de 2000
disponível no Netflix
drama
Não permitido para menores de 14 anos

Sem dúvida, dessa lista, o film mais forte e impactante é esse. Com um drama bem explorado e atuações incríveis – e vou rasgar seda para a Hillary Swank, que arrebenta, como sempre. O filme instiga para uma reflexão social, tanto é que ele é pré-requisito em algumas disciplinas do ensino médio. Teena Brandon se tornou Brandon Teena e passou a reivindicar uma nova identidade, a masculina, numa cidade rural e conservadora de Falls City, Nebraska. Brandon inicialmente consegue criar uma imagem masculinizada de si mesma, se apaixonando pela garota com quem sai, Lana, e se tornando amigo de John e Tom, seguindo assim uma vida teatralizada, mostrando uma grande crise de identidade na jovem. Entretanto, quando a identidade sexual de Brandon vem a público, a revelação ativa uma espiral crescente de violência na cidade. Mas, de forma bem analítica, o que chama a atenção é o despertar do amor entre Teena e Lana, mesmo depois de Lana saber a real sexualidade de Teena.

JOHNNY & JUNE
produção americana de 2006
filme disponível no Telecine
biografia, musical, romance
Não permitido para menores de 12 anos

Não falem nada, eu gosto desse romance também.
Mas, mais ainda, por se tratar de uma revolução na cabeça do Johnny e só a parceria moldada pelo amor de June consegui salvar o carinha dos acordes roucos e da voz aveludada. A história do cantor Johnny Cash (Joaquin Phoenix) não é somente uma biografia artística, é uma história de amor (sei que haverá quem tente me provar o contrário), que mostra desde sua juventude em uma fazenda de algodão até o início do sucesso em Memphis, onde gravou com Elvis Presley, Johnny Lee Lewis e Carl Perkins, ainda sozinho. Sua personalidade marginal e a infância tumultuada fazem com que Johnny entre em um caminho de auto-destruição, do qual apenas June Carter (Reese Whiterspoon), o grande amor de sua vida, pode salvar. O filme mostra a força que vem da mulher e o poder que elas têm de mexer com um homem, em todos os aspectos, resgatando do fundo do poço e até inspirando lindas canções. No meio do conturbado mundo do show business, June tinha paciência e a generosidade para dividir Johnny com as fãs e, ainda assim, ser a parceira nos vocais. O amor também faz o trabalho.

UM DIA
produção americana de 2011
filme disponível no Netflix
romance, drama
proibido para menores de 10 anos

Tava na dúvida se esse filme entraria na lista. O roteiro é incrível e, adianto logo, foi baseado no best seller homônimo do próprio roteirista David Nicholls, que mostra como é possível viver um amor sem estar junto, sem viver na mesma casa, sem morar mesma cidade, construindo vidas paralelas, sabe o motivo? É que existem pessoas predestinadas a ficarem juntas. Emma (Anne Hathaway) e Dexter (Jim Sturgess) se conheceram na faculdade, em 15 de julho. Guarde esta data, porque ela serve de base para acompanhar a vida deles ao longo de 20 anos. Neste período Emma enfrenta dificuldades para ser bem sucedida na carreira, enquanto Dexter consegue sucesso fácil, tanto no trabalho quanto com as mulheres. A vida de ambos passa por várias outras pessoas, mas sempre está, de alguma forma, interligada. Eles se esbarram sempre nos corredores da vida, não importa o quão forte pareça a conspiração para que eles não fiquem juntos. Nesse filme a ideia é que existem várias formas do amor ultrapassar o tempo.

Escrever sobre cinema sempre é bom, mas escrever sobre ensinamentos que esses longas deixam é melhor ainda. Espero que gostem das dicas e se assistirem/assistiram algum filme, por favor contem nos comentários.

Feliz Dia dos Namorados! Convide ele (ou ela) para àquela sessão romântica!

FullSizeRender (25)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s