Para todos os garotos que já amei (Jenny Han)

Ah, como estava com saudade de ler um livro assim: leve, engraçado, surpreendente e apaixonante. Esse livro entrou para a minha lista de “preferidos dos preferidos”, leia a resenha para entender! rs

Livro: Para todos os garotos que já amei
Autor: Jenny Han
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 320
Ano: 2015
Nota do Skoob: 4,4
Minha nota: 5 (queridinho)

Sinopse

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.

Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

PicsArt_05-12-12.25.04.jpg

Resenha Mundo Sublinhado

Desde que a mãe de Margot, Lara Jean e Katherine faleceu, as irmãs se uniram muito mais, afim de cuidarem uma da outra. Margot, carinhosamente chamada Gogo, assumiu basicamente o papel de mãe, cuidando da casa e das duas irmãs mais novas. Lara Jean sempre a admirou, principalmente por ser forte e determinada em suas decisões. No entanto, quando Gogo vai para Escócia fazer faculdade, é Lara Jean quem assume as responsabilidades contando sempre com a ajuda de seu pai.

Um dia, quando Lara Jean está se adaptando a essa vida, tudo parece fugir de seu controle. Suas preciosas cartas de despedida foram misteriosamente enviadas aos garotos que ela já amou. Essas cartas funcionavam assim: ela se apaixonava, vivia aquela paixonite e quando queria se desapegar escrevia em um papel um desabafo de que estava em seu coração. Ela as endereçava e por isso, quando foram enviadas, chegaram aos devidos destinatários.

As situações causadas por esses envios são engraçadas, fofas e constrangedoras e, apesar de desejar que isso nunca tivesse ocorrido, essa mudança lhe traz coisas novas e muito boas que, se dependessem de Lara Jean sair da sua zona de conforto, nunca aconteceriam.

IMG_20160421_220118

Minhas considerações

Ah, como estava com saudade de ler um livro assim: leve, engraçado, surpreendente e apaixonante. Bem, o livro não é de todo surpreendente, mas coisas que eu não esperava acabaram acontecendo, e eu amei!

No início achei que a escrita de Jenny Han não me agradaria, entretanto, com o tempo ela se tornou viciante. Lara Jean é uma pessoa muito insegura e apegada à sua zona de conforto. Fazia sempre as mesmas coisas com as mesmas pessoas, por isso quando as coisas começam a se descontrolar a história fica muito divertida.

Gostei de personagens que achei que iria detestar e desgostei de personagens que imaginei me apaixonar. Adorei não ter controle do livro. Não sei se foi só comigo — sou meio lenta algumas vezes haha.

Por fim, posso dizer que não tinha grandes esperanças para esse livro, e assim, ele me surpreendeu. Estou adorando essa “vibe” de não criar expectativas. Quem nos acompanha no Snapchat (mundosublinhado) assistiu ao momento em que esse livro entrou na minha pilha de “preferidos dos preferidos”, e é por todos os motivos anteriormente citados que eu indico a vocês, queridos leitores amantes de romance, esse livro fofo e leve. Espero que gostem e desejo uma ótima leitura.

IMG_20160421_220035

Minhas frases sublinhadas

“Não quero ter medo. Quero ser corajosa. Quero… que a vida comece a acontecer. Quero me apaixonar e quero que um garoto se apaixone por mim.”

“Nunca recebi uma carta de amor. Mas, ao reler esses bilhetes, um atrás do outro, sinto que recebi. […] Acho que agora consigo ver a diferença entre amar alguém de longe e amar de perto. Quando você convive com a pessoa, vê quem ela é de verdade, e ela também vê você.”

Sobre a continuação: “P.S.: Ainda amo você”PS_AINDA_AMO_VOCE__1449840733541124SK1449840733B

Sinopse
: Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.

Em “Para todos os garotos que já amei”, Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em “P.S.: Ainda amo você”, Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.

Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.

Sobre o site

A editora Intrínseca criou um site do livro “Para todos os garotos que já amei” (link Para todos os garotos que já amei) com informações sobre a obra e também um espaço onde você pode escrever a sua própria carta e deixá-la publicada no site. Entre lá e divirta-se. Leia a minha, fiz especialmente para você que está lendo esta resenha. link: Para todos os leitores sublinhados que já amei.

Espero que gostem.
BeiJu!
FullSizeRender (20)

Um comentário sobre “Para todos os garotos que já amei (Jenny Han)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s