O clã dos quatro guerreiros (Diego Martins Ribeiro)

“Há algumas semanas, eles eram tudo, menos um grupo. Henrique e Beatriz mal falavam com seu vizinho Gabriel. Henrique não suportava ficar perto de Débora por mais de cinco minutos. E Débora só observava Gabriel a distância. Agora eram mais que um clã; eram amigos.” – pag 334

Livro: O clã dos quatro guerreiros
Autor: Diego Martins Ribeiro
Série Enoa: Livro I
Gênero: Fantasia
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Nº páginas: 392
Nota Skoob: 4.7
Minha nota: 5

Sinopse

Quatro jovens com aparentemente muito pouco em comum seguem em um antigo carro vermelho-sangue por uma estrada deserta. Nada indica que qualquer tipo de perigo possa estar em seu caminho naquela pacata noite. No entanto, após se depararem com uma esfera de luz e sofrerem um estranho acidente, Gabriel, Henrique, Débora e Beatriz acordam em um lugar desconhecido, onde tudo parece possível. Em meio a personagens e paisagens surreais, como o monte de rochas flutuantes e a perigosa fera da Gruta Sombria, eles encontram pistas de como podem voltar para casa, e se assombram com as coincidências que envolvem sua chegada a Enoua, como se essa já fosse esperada por alguém misterioso.
Em uma incrível jornada que os fará conhecer mais sobre si próprios e aqueles que sempre estiveram a sua volta, eles irão descobrir que Enoua não é simplesmente um mundo distante, e que é preciso muito mais do que armas raras, amuletos cheios de segredos e armaduras indestrutíveis para se tornar um verdadeiro Guerreiro.

Resenha Mundo Sublinhado

P.S.: É muito difícil falar sobre esse livro sem dar spoiler, mas vou me esforçar ao máximo!

Gabriel tem 18 anos, tem um relacionamento complicado com o pai e por mais que tenha um emprego na área de desenvolvimento de programas de computador, nunca deixou de lado a paixão por jogos, por isso, nos tempos livres ele trabalha em um “game projeto”.

Henrique tem 17 anos, não é muito sociável, é sempre muito racional e assim como Gabriel tem problemas com os pais. Mesmo tão jovem ele já leciona francês e é este pequeno fato que leva Beatriz, sua irmã, a ir pedir uma carona para Gabriel – vizinho e ex melhor amigo de infância de Henrique – pois, o irmão dela tinha perdido o ônibus que o levaria a cidade vizinha, onde ficava a escola Joan Languages onde ele está trabalhando a pouco tempo.

Quando chega a hora de pegarem a estrada, Beatriz resolve ir junto e ainda leva a sua melhor amiga Débora. A trajetória foi marcada por conversas sem sentido e silêncios constrangedores, até que os quatro jovens são surpreendidos por uma esfera luminosa e eles acabam se chocando nela. – EEEITA –

Quando eles acordam percebem que estão em um enorme castelo preto e branco, seres  que parecem fantasmas tocam neles, assustados eles tentam fugir, mas se deparam com rochas que flutuam, assim como o castelo. Para fugir dali eles passam pela primeira de várias situações super perigosas e cheias de adrenalina.

Eles descobrem estranhas ligações com alguns seres daquele planeta e descobrem que aquele planeta até poderia ser chamado de lar. Tudo naquele lugar é estranho, mas também familiar, e isso deixa os quatro jovens confusos… Eles acabam descobrindo que estão em um outro mundo, um mundo chamado Enoua. Com a ajuda de alguns nativos eles percebem o quanto as pessoas lá são receptivas, descobre mais sobre algumas lendas e tentam descobrir como elas estão diretamente ligadas a eles, como foram parar em Enoua e principalmente, tentam descobrir como voltar para casa.

Ao longo da jornada “Os quatro guerreiros” – não, eu não vou contar como isso aconteceu para não tirar o fator surpresa de quando vocês leiturem – passam por muitas dificuldades, conhecem pessoas boas e outras ruins, desenvolvem habilidades e qualidades, enfrentam outros guerreiros e com muita coragem descobrem mais sobre Enoa e sobre essa amizade que agora tem um laço de outra dimensão.

Essa viagem para outra dimensão não é uma simples viagem e tudo é explanado e explicado no fim do livro.

Minhas considerações

Que livro!!

Esse livro fez muito sucesso no Mundo Sublinhado, todos os colunistas leram – Divando, Juliana, Gaby, Cintya e até o Gabriel… Claro que eu fui a última – e todos se apaixonaram por essa história. Os motivos são simples: ‘O clã dos quatro guerreiros’ é a combinação de uma narrativa excelente, personagens que tem uma personalidade própria e que não se confundem ao longo da história, fantasia na medida certa – O que é na medida certa para mim¿ É quando o autor consegue descrever e o leitor consegue imaginar o que está se passando na cena. Parece simples, mas a maioria dos autores não conseguem facilitar a vida de nós, pobres leitores, que acabamos por não conseguir entender o que o autor quis dizer – O livro é cheios de detalhes, mas estão na medida certa, pois, não deixam a leitura cansativa.

Os elogios são os mais sinceros, pois nós realmente gostamos muito deste livro que é lindo desde a capa até a última página. Foi um dos melhores livros de fantasia que eu já li, eu ainda não havia lido nada nacional do tipo e posso dizer que vocês com toda certeza não irão se arrepender. Não tem como não se surpreender com este que é o primeiro livro da Série Enoua.

P.S.: No final existe uma explicação plausível para os fatos, explicação está que nos deixou bem satisfeitos e que nos rendeu horas de discursão sobre universos paralelos, vida inteligente fora da terra e etc.

A história é muito bem construída, e o final e extremamente surpreendente. Estamos esperando ansiosamente a continuação, o autor Diego Martins fez uma trabalho excepcional, posso falar que ele tem um futuro brilhante e que esperamos que nos próximos anos possamos encontrar vários outros títulos dele espalhados pelas livrarias do Brasil.

Minhas frases sublinhadas

A impressão que Henrique tinha era a de que por onde Gabriel, Beatriz, Débora e ele passavam naquele mundo, tudo se alterava. O Palácio Preto e Branco, o Castelo D´Alleine, a Aldeia Ráti… Era como se estivessem mudado o destino daquelas pessoas irremediavelmente, e ele não conseguia compreender ao certo o porquê. – pag 143

Parece estranho, mas já tive sonhos com momentos assim. É como se eu sempre tivesse esperado pela vinda de vocês… – pag 151

Era como ser carregado por uma brisa suave em direção ao nada. – pag 363

 

Para conhecer mais sobre a série e sobre o autor acesse:

Fã page O clã dos quatro guerreiros

Site da série Enoua

Sobre o autor

Espero que vocês leiam e quem nos chamem para conversar sobre Enoua!

Mil beijos, Laise Caroline.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s