Casa velha (Crônicas da vida)

Só quem já assistiu ao filme, “O Grande Hotel Budapeste” ou “Pequena Missa Sunshine”, sabe o que é extasiar-se com a fotografia de cores vibrantes de um filme. E foi assim que me assisti ao assistir “Casa Velha”. Não é uma produção hollywoodiana ou europeia, o filme é de um grupo de universitários paraenses, o Coletivo Palafita.

Casa Velha é um curta metragem de quase oito minutos que narra a saga de um idoso solitário, o Aristides, que recebe uma ordem de despejo para deixar a casa onde viveu toda a vida. Ontem, o curta recebeu o prêmio de “Melhor Produção” no Festival Osga de vídeos universitários, uma das premiações de audiovisual mais importantes da Região Norte do País.

maxresdefault

A fotografia do filme é harmônica ao figurino colorido das personagens e a edição suave respeita e valoriza cada segundo da história, que tem um roteiro bem amarrado e uma direção segura. A qualidade do filme ganha ainda mais adjetivos quando lembramos que a faixa etária da equipe que o produziu, certamente, não passar de 23 anos.

Durante as últimas semanas os principais portais de notícia do Pará deram destaque à “Casa Velha”, e até a TV Cultura exibiu o trailer do filme durante sua programação.

Casa Velha está disponível no youtube:  ‘Casa velha’ no Youtube

Gabriel Pinheiro

casa velha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s