O melhor de mim (Nicholas Sparks)

“Esse é o meu livro preferido do Nicholas, amo histórias de primeiros amores e essa é uma dessas. O livro é composto por várias tragédias, mesmo assim me tocou profundamente por contar a história de um amor verdadeiro. Esse foi o único livro do Nicholas que me fez chorar (chorar mesmo).”

Livro: O melhor de mim
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 272
Ano: 2012
Nota do Skoob: 4
Minha nota: 4

Sinopse

Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável.

Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois.

Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre.

Resenha Mundo Sublinhado

Dawson e Amanda foram o primeiro amor da vida um do outro. Mesmo com as diferenças tão grandes entre suas famílias, eles se apaixonaram e construíram juntos um amor que ficaria para sempre guardado em seus corações e distância nenhuma apagaria isso. Dawson era um Cole, família muito perigosa, e que vive se metendo em encrencas pela pequena cidade Oriental. E por conta disso, os pais de Amanda nunca permitiam essa união.

Separados pelas dificuldades, os dois seguiram caminhos distintos. Dawson foi marcado por um trágico acidente, onde assumira e levara consigo a culpa durante anos. Já Amanda, formou-se na Universidade Duke e conheceu Frank, com quem constituiu uma linda família. No entanto, após o falecimento de Bea, uma das filhas de Amanda e Frank, sua relação fragilizou-se, e com o tempo eles já não viviam felizes no casamento.

Até que o destino, o acaso ou a providência – como preferir – resolve causar um reencontro entre Amanda e Dawson. Tuck, grande amigo dos dois, morreu, mas ainda deixou algumas questões que só eles podem resolver. Juntos, eles vivem um fim de semana inesquecível, mas que trará à tona grandes e importantes decisões. O amor e suas consequências serão colocadas à prova.

Minhas considerações

Juliana – O livro não conta somente a história de amor entre Dawson e Amanda, mas mostra também algumas situações que os circundam. Por isso alguns relatos parecem meio confusos e sem nexo, mas aos poucos vão juntando-se até se entrelaçarem.
Demorei um pouco a me prender no livro, mas ao chegar na metade, senti meu coração apertar com as cenas e as palavras ditas.

Essa obra é linda, mas senti que faltou algo a mais e, por isso, ele não está entre os meus preferidos. Mas achei que a leitura super valeu a pena, e o final sem dúvidas, além de emocionante, foi a melhor parte!

Laise – Esse é o meu livro preferido do Nicholas, amo histórias de primeiros amores e essa é uma dessas. O livro é composto por várias tragédias, mesmo assim me tocou profundamente por contar a história de um amor verdadeiro. Esse foi o único livro do Nicholas que me fez chorar (chorar mesmo) e eu indico a leitura.

Minhas frases sublinhadas

“Havia algo de inegavelmente tocante, quase romântico, em sua convicção de que os dois se amavam o suficiente para encontrarem uma maneira de continuarem juntos, mesmo depois de ela partir.” (página 32)

“— Onde nós estávamos com a cabeça?
— Em lugar nenhum – respondeu ele. – Nós estávamos apaixonados.” (página 67)

“E para ela isso significava… tudo. Eu dei melhor de mim, Dawson lhe dissera certa vez […]” (página 270)

Sobre o filme


Juliana – O filme, como em muitos casos, se difere e muito do livro, mantendo apenas a essência da história. Algumas alterações eu confesso até mesmo ter gostado, mas tiveram outras que, na minha opinião, tiraram o sentido da trama.
Avaliando o filme individualmente, sem partir da ideia de que foi baseado no livro, eu gostei bastante. Adorei o jeito como as histórias antigas contrastam com as atuais, deixando as cenas ainda mais meigas e dinâmicas. Me emocionei com o final, e mesmo já sabendo como seria, o fato de terem alterado alguns pontos fez com que eu me surpreendesse.
Indico o filme, não como uma comparação ao livro, mas como um bom programa para assistir.

Laise – Fiquei revoltada com o filme (haaaa) achei que mudaram muito e que mesmo que algumas cenas tenham ficado bonitas, em um contexto geral o filme me deixou muito triste. Achei que o brilho da história se perdeu e que a última cena que tanto me tocou no livro, no filme ficou sem graça e até sem nexo.

BeiJU, até semana que vem!

Um comentário sobre “O melhor de mim (Nicholas Sparks)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s