Os Imperfeccionistas (Tom Rachman)

O livro conta a história de 11 personagens diferentes, que com o avanço dos capítulos vão interagindo entre si. Ao fim de cada capítulo, é contada uma história “à parte” sobre o surgimento do Jornal e suas fases.

Livro: Os Imperfeccionistas
Autor: Tom Rachman
Editora: Galera Record
Número de páginas: 384
Ano: 2010
Nota no Skoob: 4
Minha nota: 5 – Favorito

Sinopse

O jornalista Lloyd Burko tem encontrado sérias dificuldades: suas fontes não andam mais tão confiáveis, o deadline está próximo e, para piorar a situação, sua matéria tem grandes chances de não ser publicada. O jovem e inexperiente colaborador Winston Cheung é facilmente manipulado por um egocêntrico correspondente de guerra, e o Arthur Gopal não suporta mais seu trabalho.

Em Os Imperfeccionistas, Tom Rachman lança luz sobre as peculiaridades e loucuras que dão vida a uma publicação sediada em Roma. Meros conhecidos, eles transitam por cada narrativa com aparente anonimato, como se circulassem pela redação do jornal. O único elo entre essas histórias é a própria trajetória do periódico, fundado há meio século, mas que se encontra decadente. No auge da Guerra do Iraque, a publicação teria assunto suficiente para preencher todas as suas páginas, mas, para essas pessoas, a manchete principal é a sua própria vida.

Os imperfeccionistas

Resenha Mundo Sublinhado

“Nada menos que espetacular.” — The New York Times
O livro conta a história de 11 personagens diferentes, que com o avanço dos capítulos vão interagindo entre si. Ao fim de cada capítulo, é contada uma história “à parte” sobre o surgimento do Jornal e suas fases.

Cada protagonista só tem sua trama contada em um único capítulo (aparecendo como coadjuvante nas histórias seguintes), o que torna o livro ainda mais intrigante.
O cenário dessa obra é um Jornal inglês localizado em Roma, o qual, ultimamente, tem sofrido sérias reduções em seu público, principalmente por não se atualizarem às novas tecnologias dos meios de comunicação.

A narrativa perpassa por várias situações, dentre elas: demissões, promoções, separações, falecimentos, romances; e as pessoas encaram-se sempre como o centro das atenções.
Todas elas tem em comum o Jornal, que é sempre dinâmico e interessante até mesmo para o leitor que não é da área da comunicação.

Minhas considerações

Eu simplesmente amei esse livro!
As primeiras 100 páginas foram me conquistando aos poucos – principalmente porque foi nesse intervalo de páginas que passei a entender o funcionamento do livro –, a partir daí a história começou a me intrigar, surpreender e apaixonar. Cada personagem tem uma personalidade forte, mas também cheia de desajustes. Eles se acham a “última bolacha do pacote”, mas ainda sim levam o leitor a compadecer-se de seus sofrimentos.

O que eu mais gostei foi a capacidade do autor de criar situações tão interessantes e finais ainda mais chocantes, além de criar uma relação muito boa entre os personagens.
A melhor parte é que você precisa de um tempo para assimilar cada acontecimento, só que, simultaneamente, não dá para parar de lê-lo.
Super-hiper-mega indico!

Os Imperfeccionistas

Minhas frases sublinhadas

“Herman clica em salvar. É o verbete n° 18.238. Tempos atrás, “A Bíblia” — o nome que ele deu ao manual de estilo do jornal — foi impressa, encadernada e distribuída, tendo sido colocado um exemplar em cada uma das mesas da redação. […] O objetivo da Bíblia de Herman é estabelecer regras: informar se um “cessar-fogo” é, no sentido restrito, um “fogo suspenso”; decidir quando os redatores devem ou não usar vírgulas após o “que”, de acordo com as orações adjetivas restritivas ou explicativas; dar um basta nas discussões a respeito de preposições, do uso incorreto de apóstrofo, de orações reduzidas de particípio sem sujeito — no mesão do copidesque, o pessoal já saiu no tapa por muito menos.”

“Nós mulheres temos nossos segredos — declara ela, com orgulho.”

“Qualquer coisa que valha algo é complicada”

Até semana que vem… beiJU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s