Alice no país das maravilhas (Lewis Carroll)

Ser um dos livros mais lidos do mundo já é algo difícil, imagine ser um dos livros mais lidos no mundo por 150 anos!?


O livro ‘Alice no país das maravilhas’ é sucesso desde a primeira tiragem, ele chegou até mesmo a ter uma continuação ‘Alice através do espelho e o que ela encontrou por lá’, mas poucos conhecem. Os desenhos e adaptações cinematográficas fizeram com que este clássico se popularizasse ainda mais (tem resenha sobre eles aqui no blog Crítica ao filme Alice no país das maravilhas).

Mas vamos lá, vamos falar sobre o livro.

Título: Alice no País das Maravilhas
Série: Alice #1
Autor: Lewis Carroll
Editora: Martin Claret (meu exemplar)
Páginas: 136

Sinopse

Quando decidiu seguir um coelho que estava muito atrasado, Alice, caiu em um enorme buraco. Só mais tarde descobriu que aquele era o caminho para o País das Maravilhas, um lugar povoado por criaturas que misturam características humanas e fantásticas, como o Gato, o Chapeleiro e a Rainha de Copas – e que lhe apresentam diversos enigmas…

Resenha

Essa é a resenha sem sombra de dúvidas mais difícil que eu vou fazer, pois o livro é muito confuso, espero conseguir ser clara… vamos lá!!!

“Quando decidiu seguir um coelho que estava muito atrasado, Alice, caiu em um enorme buraco. Só mais tarde descobriu que aquele era o caminho para o País das Maravilhas, um lugar povoado por criaturas que misturam características humanas e fantásticas, como o Gato, o Chapeleiro e a Rainha de Copas – e que lhe apresentam diversos enigmas…”

Alice estava entediada, pois sua irmã estava lendo enquanto não havia absolutamente nada para ela fazer. Então ela avista um coelho branco passar apressado reclamando das horas enquanto segue em direção a uma toca. Surpresa com o estranho modo dele se vestir (pois coelhos não andam vestidos), ela corre na tentativa de alcançá-lo sem se preocupar em como faria para sair dali. Mas para sua infelicidade, o coelho rapidamente desaparece e logo ela se vê sozinha em um estranho mundo.

Se vendo sozinha ela inicia uma expedição no lugar que é extremamente inusitado. Ela conhece vários personagens e passa a conversar com uma lagarta, ver um bebê se transformar em um porco, tomar chá com um Chapeleiro maluco, jogar croquet com uma Rainha que não suporta ser contrariada e que sabe dar apenas uma ordem: “Cortem-lhe a cabeça!”. Encantada com tudo (as vezes desencantada e sem paciência) e sem saber como voltará para casa, Alice se entrega a todas as estranhezas do país das Maravilhas.

Lewis Carroll mostra cada peculiaridade descoberta por Alice em um lugar onde valiosas lições podem ser tiradas mesmo quando a própria protagonista se mostra relutante em reconhecê-las. Todas as aventuras se elevam a um novo patamar de encantamento quando vemos que tudo não faz o menor sentido, os personagens de Carroll podem ser reais na imaginação de qualquer um, desde que esse esteja disposto a acreditar naquilo que lhe está sendo contado.

Minhas considerações

Sinceramente eu achei que iria me apaixonar mais pela história, mas não foi o que aconteceu, é tudo muito louco, confuso (e já passei da fase de encantamentos com loucuras -rs-) mas mesmo assim gostei da história, foi uma excelente leitura, pois me mostrou um tipo de literatura que eu não estou acostumada a ler. Me falaram que a edição que eu li não é das melhores, pois eu achei algumas partes confusas, mas consegui tirar ensinamentos valiosos, para passar 150 anos e ser uma das obras mundialmente mais conhecidas ela tem o seu encanto, mas é muito difícil de descrever.
A história é contada em prosa, mas tem poemas e canções, ilustrações, é um livro que tem o seu charme!

Minhas frases sublinhadas

“A única forma de chegar ao impossível, é acreditar que é possível.”
”   “Nesta direção”, disse o Gato, girando a pata direita, “mora um Chapeleiro. E nesta direção”, apontando com a pata esquerda, “mora uma Lebre de Março. Visite quem você quiser quiser, são ambos loucos.”
“Mais eu não ando com loucos”, observou Alice.
“Oh, você não tem como evitar”, disse o Gato, “somos todos loucos por aqui. Eu sou louco. Você é louca”.
“Como é que você sabe que eu sou louca?”, disse Alice.
“Você deve ser”, disse o Gato, “Senão não teria vindo para cá.”   ”
”Hó, é o amor, é o amor que faz o mundo girar” – disse a Duquesa, Então Alice responde ”Alguém já disse que ele gira quando cada um cuida da sua própria vida”
“Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então.”
“Quando tiver dúvida, fique em silêncio.”
“Dizem que o tempo resolve tudo. A questão é: Quanto tempo?.”
“Você não deve viver a vida como outras pessoas esperam que você viva; tem que ser sua escolha, pois quando estiver lutando, você estará sozinho…”
“Entenda os seus medos, mas jamais deixe que eles sufoquem os seus sonhos.”
“Alice: Chapeleiro, você me acha louca?
Chapeleiro: Louca, louquinha ! Mas vou te contar um segredo: as melhores pessoas são.

Daqui a pouco tem mais, vou falar sobre algumas edições do clássico que vamos apresentar amanhã no evento.

Mil beijos, Laise Caroline.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s