Uma curva no tempo (Dani Atkins)

“O amor, ódio, indiferença, tristeza… você pode decifrar, vivenciar e sentir todos os sentimentos e principalmente sentir a agonia de Rachel e não há como deixar de se perguntar o que faria na situação dela. Amor, amizade tudo é tão real, tão palpável… O que você faria por seu melhor amigo, o que você faria por amor? O que você faria para ser feliz? Se você tivesse escolha, o que escolheria? Jimmy fez uma escolha e Rachel também tem que fazer a dela.”

Livro: Uma curva no tempo
Autora: Dani Atkins
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Número de páginas: 256
Nota no skoob: 4.2 de 5
Minha nota: 5 de 5 – Favorito

Sinopse

Às vésperas de saírem da cidade para a faculdade, Rachel Wiltshire e seus amigos sofreram um terrível acidente. Durante o jantar de despedida do grupo, um carro desgovernado atravessou a vidraça do restaurante onde estavam. Rachel escapou por pouco… Na verdade, ela deve sua vida a Jimmy, seu melhor amigo, que se sacrificou para salvá-la. Cinco anos mais tarde, todos do grupo estão prestes a se reencontrar para o casamento de Sarah. Bem, quase todos. É com muita dificuldade que Rachel se convence a prestigiar a amiga, pois sabe que, para isso, terá de enfrentar os fantasmas do passado. Principalmente a culpa pela morte de Jimmy. Com a vida destroçada, o rosto desfigurado por uma grande cicatriz e sofrendo de constantes dores de cabeça em decorrência do acidente, Rachel se obriga a encarar os fatos e vai ao cemitério visitar pela primeira vez o túmulo do amigo. Ao chegar lá, sua dor se intensifica a tal ponto que ela acaba desmaiando.

Quando acorda no hospital, Rachel fica surpresa: seu pai parece estar curado do câncer que o devastava, Jimmy está vivo e Matt – seu ex-namorado – alega ser seu noivo. Sem entender o que lhe aconteceu, Rachel tenta convencer a todos de que nada daquilo pode ser real, mas os médicos apenas a diagnosticam com amnésia. Desesperada por respostas, Rachel precisa primeiro decidir se vale a pena tentar voltar para a vida que conhecia e que, no fim das contas, era muito pior do que a que ela tem agora…

A noite do acidente mudou tudo… Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim… Ou funciona?

A noite do acidente foi uma grande sorte… Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

Uma curva no tempo

Resenha Mundo Sublinhado

O livro começa contando uma trágica história de sete amigos que estão reunidos em um restaurante e são vítimas de um grave acidente, Rachel não conseguiu sair do local onde estava sentada então Jimmy saiu de sua posição segura e volta para salva-la, os dois foram atingidos e ela ficou profundamente machucada, enquanto seu melhor amigo faleceu. Quando acordou ela havia perdido quem tanto a amava e a cicatriz que carregaria em seu rosto era apenas mais um sinal para lembra-la de todas as coisas doloridas que passou após sua grande perda. Seus sonhos, sua vida foi deixada de lado e ela passou apenas a existir, não existia nada mais que culpa em sua vida, ela culpava-se dia após dia pela morte de Jimmy, era praticamente insuportável.

Ela até tentou e se mudou, mas a culpa não ficou na sua antiga cidade, a verdade é que em sua vida não havia espaços para superar o que aconteceu e ter que voltar a sua cidade, ver seus amigos novamente, tudo isso seria muito doloroso,

“Eu não sabia por que acreditara que seria forte o bastante para fazer isso. Para voltar.” – Rachel

Mas Sarah, sua melhor amiga resolveu se casar e reunir os velhos amigos para uma despedida de solteira, com muita relutância Rachel fez seu papel e compareceu, assim como o antigo grupo, apenas Jimmy não estava lá e todos passam a noite tentando não relembrar um assunto tão dolorido e que para Rachel, mesmo já tendo passado cinco anos, ainda era motivo de dor constante.

Em sua estada na cidade ela percebeu que tinha que fazer algo que não tinha tido coragem, tinha que visitar o túmulo do seu melhor amigo, tinha que ver o que estava escrito nele, precisava daquilo, mas quando presenciou o epitáfio que dizia:

“Jimmy Kedall. Partiu cedo demais aos 18 anos. Filho querido e amigo leal. Nosso amor por você viverá para sempre.” – Pag 52

Ela conseguiu ver o que nunca aceitou, e mesmo que os anos se passassem a dor nunca passaria. Ele havia voltado para salva-la, ele havia feito uma escolha e trocado a vida dele pela dela, a maior prova do amor e da paixão que ele sentia por ela. Após alguns acontecimentos no cemitério, ela ficou inconsciente e quando acordou estava em um leito de hospital, mas com os últimos cinco anos da sua vida completamente diferente… TOTALMENTE DIFERENTE!

“Eu não esqueci nada. Não há nenhuma lacuna na minha memória. Posso detalhar os últimos cinco anos para você, momento a momento. Só que são cinco anos diferentes. ” – Rachel, Pag.103

E ela não sabia dizer o que está acontecendo, não consegue entender, sua realidade de uma vida triste está totalmente diferente, pelo que todos contam ela tem uma vida feliz, com inúmeras realizações, seu pai esta bem, tem um noivo – sim, um noivo -, realizou seus sonhos e principalmente JIMMY ESTÁ VIVO!

Após alguns momentos em choque, todos acham que ela tem algum problema muito sério e vários exames são feitos, mas não há nada de errado com ela, que então foi diagnosticada com amnésia. Mas para Rachel algumas coisas estão muito erradas e ela sai em busca da verdade, da sua vida de “verdade”

(Parando por aqui já falei mais do que devia! Rs)

IMG_9425

Minhas considerações sobre o livro

A morte tem o poder de bagunçar com nossa vida, assim como bagunçou com a vida da Rachel. Ela amava Jimmy, mas ainda não havia percebido isso mesmo após a sua morte, e ele a amava e ela não admitia o que era evidente para todos a sua volta.

A história mostra um amor que “sobrevive” a qualquer circunstância, a confidencialidade e amizade que ultrapassam a realidade.

Rachel fica extremamente confusa, ao acordar e ver tudo que considera real de uma maneira totalmente diferente, ela passa praticamente todo o livro tentando provar que existe uma “realidade paralela” mesmo sem saber explicar como – de uma maneira lógica.

Ela desenvolve várias teorias e nós como leitores mais teorias ainda, o que me fez amar esse livro por que você nunca consegue chegar a uma conclusão, por mais que tente… você sempre tem dúvidas… será que ela está louca, esquizofrênica, será que realmente é uma realidade paralela, será que eles voltaram no tempo?? – Ai… as possibilidades são muitas e eu só comecei a desconfiar do que realmente seria após ela e Sarah saírem de um restaurante juntas, os acontecimentos ali me deram um vislumbre do que poderia ser. (E eu estava correta! Haha) – O livro tem várias situações e linhas de raciocínio, e o final é um completo suspense, eu mesma fiquei em estado de negação quando esperava o pela conclusão da história, esse é o tipo de livro que você não desgruda até terminar de ler.

O livro é um suspense só e você irá ama-lo ou “odiá-lo”, dependendo de vários fatores como: suas experiências com a morte, luto, amor, paixão, primeiro amor, morte de pessoas próximas e amadas, se você acredita em subconsciente… Posso dizer que não é um livro para ser lido, e sim para ser ENTENDIDO!

O amor, ódio, indiferença, tristeza… você pode decifrar, vivenciar e sentir todos os sentimentos e principalmente sentir a agonia de Rachel e não há como deixar de se perguntar o que faria na situação dela. Amor, amizade tudo é tão real, tão palpável… O que você faria por seu melhor amigo, o que você faria por amor? O que você faria para ser feliz? Se você tivesse escolha, o que escolheria? Jimmy fez uma escolha e Rachel também tem que fazer a dela.

P.S.: No fim desta resenha vou dizer mais motivos pelos quais amei esse livro, mas darei spoilers, então se você não quer ler Spoilrs, não leia o final desta resenha. Rs

IMG_9424

Minhas frases sublinhadas – algumas-

“Rachel – Sou tão fácil assim de interpretar?
Jimmy – Como um livro, mas um livro bom.” – Pag 12
“Sei que isso soa estranho, mas pensar em não ver meu velho amigo com regularidade era algo tão imenso e tão difícil de absorver que eu não podia sequer me permitir contemplar essa possibilidade” – Pag 17
“No fim da rua, parei e hesitei. Encontrava-me em um cruzamento; tanto no sentido físico como espiritual. Algumas feridas são profundas demais.” – Pag 33
“Você acha mesmo que Jimmy ia querer isso para você? Vê-la sozinha? Pelo amor de Deus Rachel, ele estava tão apaixonado por você que sacrificou a própria vida para salvar a sua!” – Matt, Pag 48
“Não há nada a temer do fantasma de quem você ama” – Pag 51
“Se você esqueceu todo o resto, vou ter que fazer que se apaixone por mim de novo. ” – Matt, Pag 96
“Não. Isso nunca vai acontecer. Pode esquecer qualquer coisa, menos isso. Algumas coisas são profundas demais. “ – Pag 111
“Assim era Jimmy, o garoto que me amara quando éramos crianças e o homem que havia se tornado. Eu podia confiar nele com relação a tudo. Eu podia confiar nele com relação a verdade. “ – Pag. 113
“Aquele era o primeiro dia em que eu tomava medidas para o futuro, afastando-me do passado. “ – Pag. 186
“Não existe garantia na vida real. Acidentes e doenças acontecem, não podemos fazer nada em relação a isso. Mas não podemos deixar isso reger nossa vida. “ – Pag.  229

Sobre o livro

Ele é lindo,  a capa tem uma textura diferente além de ter cheirinho, um item diferente e indispensável em uma coleção. O tamanho das letras no meu ponto de vista é ideal e o mesmo digo sobre a cor das páginas. Este foi o primeiro livro da Dani Atkins e eu vou esperar ansiosamente pelos próximos, pois a autora mostrou grande potencial.

Spoiler e considerações pessoais

Rachel realmente queria voltar a sua antiga vida, a vida que era tão triste e “ruim”, mas essa era a única vida que havia sido vivida realmente e por isso o subconsciente da Rachel queria tanto fazê-la voltar, mas ela não saia do coma, motivos? A vida é feita de escolhas e finalmente ela encontrou paz, felicidade e amor, ela encontrou saúde e vida… e por mais difícil que fosse ela escolheu ir ao encontro do que lhe traria paz, então junto com Jimmy, seguiu “para a luz”.

Eu acredito em subconsciente, não que ele tenha super poderes ou algo do tipo – não mesmo – mas que ele rege bem mais da nossa vida do que pensamos. Segundo pesquisas nosso consciente é apenas 5% do nosso cérebro e o inconsciente os outros 95%, ou seja a grande maioria. Este livro para mim foi uma história que demonstra o quanto não conhecemos a complexidade da mente humana e que as vezes o consciente faz escolhas que o inconsciente não faria e ao contrário também, e que mesmo em estado de COMA, ou seja, de inatividade cerebral, nosso inconsciente continua trabalhando.

Vocês se lembram no livro ‘Se eu ficar” da Gayle Forman, quando a Mia estava em Coma e a enfermeira diz a ela que ela que escolhe se vai ficar ou não, que ela deve escolher o que fazer!? Então, eu acredito que em certas situações nosso inconsciente ainda funciona, mesmo que nosso corpo não, como no caso do sono, e que ele também faz escolhas por nós. Para mim Rachel desistiu de uma vida triste, desistiu de buscar essa vida que ela acreditava ter perdido pelo simples fato de ter encontrado o que desejava desde sempre, o que nem seu consciente admitia que ela desejava.

Genteee, eu falei muuuito, esse livro realmente me tocou muito e se tornou um dos meus favoritos. Espero os comentários de vocês.

Mil beijos, Laise Caroline

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s